24 fev 2022

Referência em aprendizagem e mensuração socioemocional no Brasil, Programa Semente apresenta solução completa para crianças, adolescentes e educadores

Para além das transformações no mercado de trabalho, a pandemia de Covid-19 tornou mais evidente a importância de não apenas cuidar da saúde mental, mas também de compreendê-la. Por isso, é necessário que, para preparar crianças e adolescentes que consigam lidar com os desafios de um mundo em permanente transformação, a Educação entre em campo com o que há de mais moderno pedagógica e cientificamente.

O que leva um aluno com um bom histórico acadêmico a se sentir incapaz ou a não ser bem-sucedido na vida profissional ou pessoal? E mais: como um professor pode explicar a queda de rendimento de um aluno avaliando somente suas notas? Ao observarem como o fator emocional afetava o desempenho dos estudantes em sala de aula e as realizações na vida pessoal, o psiquiatra e educador Celso Lopes de Souza e o linguista e professor Eduardo Calbucci se reuniram com outros profissionais da saúde e da educação para estudar maneiras de desenvolver as competências socioemocionais das pessoas no ambiente escolar.

Participando das discussões internacionais – ainda incipientes – sobre o tema, eles formaram uma grande equipe de especialistas nas áreas de educação, medicina e psicologia para estruturar um programa brasileiro de educação socioemocional que segue à risca as principais evidências científicas consolidadas no mundo, sem perder o contato com a realidade educacional brasileira. Assim nasceu, em 2016, o Programa Semente.

O Programa Semente – O Programa Semente é uma metodologia de ensino referência em aprendizagem socioemocional no Brasil atualmente. Diferentemente de outras práticas encontradas no mercado, a iniciativa é a única solução desenvolvida com sólida base científica, por professores brasileiros que estão em sala de aula e que, por isso, conhece, a realidade educacional do país.

O programa consiste em promover a formação socioemocional para docentes e estudantes, do Ensino Infantil ao Ensino Médio, com foco na aprendizagem do aluno e apoiando as decisões pedagógicas da escola. Com isso, ele já alcança mais de 50 mil estudantes do Brasil, oferecendo materiais didáticos personalizados, jogos, vídeos, eventos, plataformas digitais e cursos de capacitação para a toda a comunidade escolar.

A metodologia baseia-se em desenvolver intencionalidade pedagógica nas práticas educacionais, partindo dos quatro temas mais amplos da aprendizagem socioemocional: conhecer as emoções, regular as emoções, relacionar-se com os outros e fazer escolhas. Para isso, o Programa Semente trabalha com o modelo dos cinco fatores, que enumera 17 competências socioemocionais, divididas em cinco famílias, as mesmas utilizadas pela OCDE nas avaliações do PISA:

 

  • Autogestão, conjunto de habilidades que dão suporte ao estudante encarar os desafios do a dia com autonomia e responsabilidade;
  • Abertura ao novo, habilidades que permitem o estudante aprender a ser criativo e a enxergar possibilidades diferentes para avaliar determinadas situações;
  • Modulação emocional, que envolve a capacidade de lidar com as emoções, sobretudo as desagradáveis, de maneira a estimular o aprendizado;
  • Engajamento com os outros, que possibilita o desenvolvimento da capacidade de comunicação e cooperação;
  • Amabilidade, que mostra os caminhos para uma boa relação harmônica com as outras pessoas.

 

Essas cinco famílias e as 17 competências socioemocionais foram organizadas pela equipe pedagógica do Programa Semente em uma tabela, que mimetiza a tabela periódica dos elementos químicos:

                                                                              Imagem1

Projeto de Vida – O Programa Semente também funciona como Projeto de Vida dos estudantes, como prevê a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Um dos trechos do documento oficial aponta que “reconhecer-se em seu contexto histórico e cultural, comunicar-se, ser criativo, analítico-crítico, participativo, aberto ao novo, colaborativo, resiliente, produtivo e responsável requer muito mais do que o acúmulo de informações.”

A partir daí, consolida-se a ideia de uma educação integral, que funde competências cognitivas e socioemocionais e em que qual o aluno é protagonista de sua própria trajetória. O Programa Semente apoia as escolas no processo de construção do projeto de vida, mostrando as correlações entre as competências socioemocionais e as habilidades e objetivos de aprendizagem da BNCC. Para que o projeto de vida possa ser consolidado no Ensino Médio, é preciso que, desde o Ensino Fundamental, haja uma preocupação da escola com a autonomia dos estudantes.

 

Plataforma S – Com base em evidências científicas, a Plataforma S é uma ferramenta totalmente digital, desenvolvida pela Semente Educação para mapear, mensurar e avaliar habilidades ligadas ao universo socioemocional por meio de algoritmos e big data. É a única que existe no Brasil capaz de realizar essa tarefa.

Utilizando a psicometria, área da psicologia que estuda exatamente esses métodos de medição, a Plataforma S traz a ciência psicométrica para dentro da educação e eleva o patamar da intencionalidade pedagógica, possibilitando que a escola tome decisões pedagógicas baseadas em evidências científicas, por meio da identificação das competências que têm mais espaço para desenvolvimento.

A criação da plataforma surgiu de um trabalho em parceria com pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Mais de dois mil itens foram analisados, até que se chegasse aos itens mais adequados para a realidade educacional brasileira.

A Plataforma S parte do conceito da autopercepção. O usuário é convidado a olhar para si mesmo e entender que competências socioemocionais estão mais ou menos desenvolvidas. Não existem respostas certas ou erradas. A plataforma é composta por um ciclo formativo de 8 módulos, com duração de 20 minutos cada.

Ao final de cada módulo, os estudantes e os professores poderão compreender como estão seus níveis de desenvolvimento em relação à habilidade em questão, levando em consideração os outros usuários da plataforma.

 

Formação de professores – A plataforma S também é usada para a formação socioemocional contínua dos docentes. Eles seguem a mesma estrutura utilizada pelos estudantes para  medir as habilidades socioemocionais. Mas, ao final de cada módulo, eles recebem conteúdos exclusivos e variados (sugeridos por meio de inteligência artificial, com base nos resultados obtidos), para seu desenvolvimento pessoal e profissional.

 

Sobre o Programa Semente (www.programasemente.com.br) – Com uma abordagem moderna e inovadora, o Programa Semente é uma solução completa de formação socioemocional de alunos e educadores em diversas escolas brasileiras. A partir de um material escrito por educadores, médicos e psicólogos, sua metodologia possibilita que sejam trabalhadas questões como sociabilidade, autoconhecimento, autocontrole, empatia, perseverança e decisões responsáveis, entre outras habilidades, cada vez mais presentes no mundo do trabalho e nas principais avaliações internacionais de educação. Desta forma, o Programa Semente contribui para a alfabetização emocional.

 

Informações à imprensa:

Imagem2Contatos:

Nathalia Di Oliveira – (11) 94313-4977

Fernando Oliveira – (11) 95331-2614

Juliana Miranda – (11) 99140-0074

pautas@miracomunica.com.br

Veja todos
Loading

PARCEIROS


 

Apoiadores