05 dez 2022

Bett Brasil lança Agenda 2023 com novidades para o próximo ano

Redação Bett Blog
Bett Brasil lança Agenda 2023 com novidades para o próximo ano
Diretora-geral da Bett Brasil, Claudia Valério, durante lançamento da Agenda 2023 (Foto: Fabio Eufrasio)
Grupo de Trabalho da Bett Brasil apresentou o planejamento para o ano que vem e debateu o conteúdo das atividades do evento 


 

A Bett Brasil, maior evento de Educação e Tecnologia da América Latina, reuniu, no último dia 1º de dezembro, seu grupo de trabalho, composto pelo Conselho Consultivo, para lançar oficialmente a Agenda 2023 e planejar a programação de conteúdo da 28ª edição da Bett Brasil, que será realizada de 9 a 12 de maio, no Transamerica Expo Center, em São Paulo. A diretora-geral da Bett Brasil, Claudia Valério, e a diretora de conteúdo, Adriana Martinelli, foram responsáveis por conduzir o encontro e apresentar as novidades que a organização preparou para 2023.

“A Bett Brasil nasce com a ideia do diálogo e é isso que nos move a reunir todos os setores educacionais para discutir e apresentar propostas para o evento que se propõe, antes de tudo, a transformar a educação brasileira de forma coletiva”, definiu Adriana. Claudia explicou que, após experiências com eventos online e presenciais nos últimos anos, em 2023 a Bett Brasil completou a sua transformação em uma plataforma 360º com a proposta de promover conexões nos 365 dias do ano. 

                  Adriana Martinelli divulgou as novidades da Bett Brasil para o próximo ano (Foto: Fabio Eufrasio)

Diretora de conteúdo Adriana Martinelli apresentou as novidades da Bett Brasil para o próximo ano (Foto: Fabio Eufrasio)

Entre as novidades do calendário Bett Brasil para o próximo ano estão o Bett Meeting, que são encontros presenciais para grupos de profissionais, em especial gestores, mantenedores e líderes educacionais para gerar relacionamento, conexões e negócios a partir da proposta de um conteúdo específico, e a Jornada Bett, que levará eventos itinerantes com edições nas regiões Sul e Nordeste do país com públicos menores (cerca de 1 mil participantes e 30 expositores) e conteúdo dirigido para gestores e mantenedores da Educação Básica.

Já a Bett Brasil 2023, que acontece em maio, contará com novas iniciativas, como o Connect@Bett, um programa de relacionamento e negócios com o objetivo de conectar os participantes com os expositores de forma personalizada, proporcionando conexões de forma efetiva em um ambiente adequado para iniciarem diálogos, e o Bett Lab, um espaço de escuta entre gestores e líderes educacionais com expositores para mentoria. Também na ocasião será realizado o Ahead by Bett, evento paralelo com espaço de exposição e conteúdo dedicado ao Ensino Superior e Profissional.

Lançamento do Prêmio Educador Transformador contou com a presença do diretor técnico do Sebrae Nacional, Bruno Quick e do presidente do Instituto Significare, Wellington Cruz (Foto: Fabio Eufrasio)

Diretor técnico do Sebrae, Bruno Quick, e o presidente do Instituto Significare, Wellington Cruz, presentes no lançamento do Prêmio Educador Transformador (Foto: Fabio Eufrasio)

Outra novidade é o Prêmio Educador Transformador, que será realizado pela parceria entre o Sebrae, o Instituto Significare e a Bett Brasil. A cerimônia de premiação acontecerá durante a Bett Brasil e deverá reunir os trabalhos de 70 professores finalistas, em sete categorias. No que diz respeito à estrutura, a Bett Brasil também inova para o próximo ano, com nove palcos simultâneos de conteúdo e uma área de exposição ampliada.

                  Debate sobre educação e trabalho para novos futuros marcou o encerramento do encontro (Foto: Fabio Eufrasio)

Debate sobre educação e trabalho para novos futuros marcou o encerramento do encontro (Foto: Fabio Eufrasio)

Conselho Consultivo

A partir da temática central "Educação e Trabalho para Novos Futuros", que norteará todas as atividades da 28ª edição da Bett Brasil, o Conselho Consultivo do evento aproveitou a reunião para debater o seu papel no processo de mentoria e direcionamento das propostas pedagógicas que estarão na programação de conteúdo e o formato que será apresentado ao público. 

A diretora de conteúdo da Bett Brasil ressaltou que os cinco comitês - Comitê Político Estratégico, Comitê Educação Básica, Comitê Educação Superior, Comitê Educação Profissional e o Comitê de Governo - que integram o Conselho têm a possibilidade de potencializar essas articulações e diálogos, para uma agenda que contemple a educação do futuro. “Como podemos colaborar mais? Temos, aqui no Conselho, representantes do poder público, da iniciativa privada, da academia... como podemos oferecer mais para o desenvolvimento da educação?”, provocou Adriana.

Conselheiros puderam expor sugestões de temas e painéis para o Congresso Bett Brasil 2023 (Foto: Bett Brasil)

Conselheiros puderam expor sugestões de temas e painéis para o Congresso Bett Brasil 2023 (Foto: Bett Brasil)

Integrante do comitê Político Estratégico, a Irmã Adair Aparecida Sberga, vice-presidente da ANEC (Associação Nacional das Escolas Católicas), avaliou que a construção coletiva e colaborativa do comitê tem focado no desenvolvimento educacional e social, abrangendo o mundo do trabalho, da tecnologia, da empregabilidade, da educação profissional e do currículo escolar, acrescentando na proposta o socioemocional e também os direitos humanos. “Nossa função é ajudar a pensar a estrutura de um congresso que propõe discutir, aprender e imaginar o processo de inovação para cada organização educacional, cada escola e instituição de ensino”, afirmou a Irmã.

O fundador e CEO da School Guardian, Leo Gmeiner, que também faz parte do comitê Político Estratégico, destacou a necessidade de customização e individualização do aprendizado, o que é possível com a tecnologia que temos hoje. “Vejo que é super relevante que nós – edtechs, startups ou empresas que se relacionam com o setor de Educação – possamos ter a oportunidade de ouvir cada vez mais as necessidades dos nossos clientes. Para mim, é muito relevante resolver problemas reais na perspectiva da comunidade educacional e não dos empreendedores”, disse. 

“A Bett Brasil está aberta a escutar todos, e nossa contribuição aqui é com o Ensino Superior, trocando experiências que são multiplicadas a partir das várias ideias do grupo”, destacou Domingos Machado, presidente da Tiradentes Innovation Center, do comitê de Educação Superior. Também integrante do mesmo comitê, Romero Tori, professor associado da Poli-USP,  avança nos temas que serão propostos para o evento, para além da tecnologia na educação, como educação híbrida baseada em novas mídias, educação imersiva, metaverso e inteligência artificial.

Membros do Conselho Consultivo em reunião sobre os preparativos para a Bett Brasil 2023 (Foto: Bett Brasil)

Membros do Conselho Consultivo em reunião sobre os preparativos para a Bett Brasil 2023 (Foto: Bett Brasil)

Já o diretor da ZeitGeist e integrante da UNESCO MIL Alliance, Alexandre Le Voci Sayad, explicou que a proposta do comitê de Educação Básica é abordar a formação de professores, a inovação e a prática didática, as tecnologias como experiência prática na formação inicial dos docentes. “Devemos incluir a educação midiática e a inteligência artificial, pontuando e observando questões éticas e ainda o diálogo entre a educação formal e informal”. 

Também integrante do comitê de Educação Básica, a diretora Executiva do Instituto Reúna, Katia Stocco Smole, comentou que temas importantes em torno do currículo, a recomposição das aprendizagens no pós-pandemia, a educação híbrida e o novo Ensino Médio devem ser levados para a discussão durante o evento.

“Nesse momento, acho importante também que a Bett Brasil traga com força os resultados de aprendizagem da matemática no Brasil, que são muito ruins. O estado brasileiro mais bem colocado na matéria hoje é o Espírito Santo, que tem um histórico de avanços na educação e que, ainda assim, não alcançou o nível ideal, pois tem 90% dos alunos saindo da escola sem saber matemática de forma adequada”, disse Katia. 

O presidente da UNDIME-Nacional, Luiz Miguel Garcia, integrante do comitê de Governo, falou sobre a expansão da Bett Brasil para além da tradicional atuação na rede privada e como espera contribuir para as pautas relacionadas às escolas públicas.

“Temos 522 anos de defasagem e a educação pública deve integrar todo o país, compreender as necessidades e o mundo do trabalho e as diferenças em cada ponto do país. Na Bett Brasil será fundamental dialogar com gestores e professores para trazer uma linguagem positiva de construção de possibilidades e, a partir daí, ter soluções que possam de fato interferir no dia a dia da escola pública de uma forma muito intensa”, afirmou.

Categories

  • Futuro da Educação
  • Gestão Educacional
Voltar ao Bett Blog
Loading

Veja também

Loading
  • Educação e trabalho para novos futuros

    26 mai 2023 Redação Bett Blog
  • Agora você pode ouvir as notícias do Bett Blog

    25 mai 2023 Redação Bett Blog