16 nov 2022

Entrevista com Tathiana Reis, gestora pedagógica da Árvore

Redação Bett Blog
Entrevista com Tathiana Reis, gestora pedagógica da Árvore
Em outubro, a Bett Brasil realizou o evento itinerante 3ª Jornada Bett Recife. Entre os painéis e novidades, a Árvore apresentou o programa digital de educação socioemocional Sentir. Saiba mais em entrevista com Tathiana Reis, gestora pedagógica da Árvore.

Em outubro, a Bett Brasil realizou o evento itinerante 3ª Jornada Bett Recife. Entre os painéis e novidades, a Árvore apresentou o programa digital de educação socioemocional Sentir. O Bett Blog conversou com Tathiana Reis, gestora pedagógica da Árvore, que apontou as soluções para a gestão das escolas particulares, a partir da premissa de que as escolas desejam não apenas ter iniciativas inovadoras, mas realmente fomentar uma cultura de inovação na comunidade escolar.

Leia entrevista com Tathiana Reis, gestora pedagógica da Árvore:

Para a gestão de escolas particulares, de que forma a Árvore ajuda gestores e mantenedores? Como é possível manter uma boa conversa com as famílias desde a matrícula e de que forma a empresa auxilia o corpo docente em seu desenvolvimento?

A Árvore é parceira das escolas no planejamento escolar e organização de todo ano letivo. A nossa solução digital em leitura disponibiliza um acervo completo para todos os alunos e professores da escola, que, além dos mais de 40 mil livros e audiolivros, possui também materiais pedagógicos e projetos de leitura que podem ser adaptados e encaixados no planejamento pedagógico e na realidade de cada escola. Todo esse trabalho é fomentado pelo uso de dados. Assim, nos tornamos parceiras da escola no trabalho com a leitura e facilitamos a organização do ano letivo, com os livros e conteúdos garantidos para todos os alunos e projetos e materiais que facilitam a vida da gestão pedagógica e dos professores. Além disso, oferecemos formações durante o ano letivo para capacitar os professores na utilização das nossas soluções e na aprendizagem sobre formação leitora, com webinars, congressos e materiais no nosso blog e newsletter.

Somos também parceiros na campanha de matrículas da escola, agregando valor ao ensino oferecido pela instituição, visto que a leitura é um tema central relacionado à aprendizagem e desenvolvimento acadêmico dos alunos, sendo algo bem valorizado e reconhecido pelas famílias. Além disso, a escola também demonstra interesse em práticas inovadoras.
Com a nossa solução, as famílias também se envolvem nesta formação leitora através da própria plataforma ou de nossos projetos e concursos literários.

Por que a Árvore decidiu participar da Jornada Bett em Recife? Qual a sua visão sobre o cenário educacional na região nordeste do país?

A Jornada Bett em Recife foi uma experiência incrível para a Árvore. Presencialmente, conseguimos ampliar o contato com diversos gestores escolares, conversar e trocar ideias sobre o mercado de educação e da leitura. Foi importante porque valorizamos a chance de aprender com boas práticas locais, porque o Nordeste é rico em bons exemplos de educação pública e privada.

A Árvore já impactou mais de 1,9 milhão de alunos em escolas de todo o Brasil e, por isso, achamos importante participar de eventos em diferentes regiões, para ter esse contato próximo com os gestores escolares.

Além disso, a Jornada Bett em Recife foi especial porque lançamos para o mercado o nosso novo programa digital de educação socioemocional, em parceria com a Educa, chamado Sentir.

Quais são as competências e habilidades do século XXI que o líder e o gestor escolar precisam estimular para que sejam mais exercitadas nas escolas, em especial, entre os alunos do Ensino Básico?

Acreditamos que a leitura tem o potencial de transformar a vida das pessoas, e nosso objetivo é formar leitores críticos, competentes e proficientes, que conseguem compreender o que leu ao passo que sejam capazes de atuar na sociedade de uma forma mais humana, olhando para sua vida e para o outro de um jeito mais empático.

Para isso acontecer, precisamos trabalhar todas as competências socioemocionais previstas na BNCC, com Autoconsciência, Autogestão, Consciência Social, Habilidades de Relacionamento, Tomada de Decisão Responsável. Todas essas se desenrolam de demais competências que irão preparar o aluno integralmente para o futuro.

Para nós, a leitura é ponto de partida para todas as áreas do conhecimento, por isso a temos como grande aliada no desenvolvimento destas competências. E, agora, o nosso programa digital de educação socioemocional Sentir utiliza a leitura como fio condutor do aprendizado.

Que tipo de gestão deve ser desenvolvida para promover uma escola que tenha iniciativas inovadoras? O que você destacaria como os passos mais importantes?

Cada vez mais, temos percebido que as escolas desejam não apenas ter iniciativas inovadoras, mas realmente fomentar uma cultura de inovação na comunidade escolar. Isso engloba um olhar atento de gestores e professores para avaliar o seu contexto e seus dados, escolher prioridades de atuação, e começar a construir as mudanças desejadas junto às famílias e estudantes.

A inovação é um processo, e tão importante quanto o resultado final é a forma como tudo é construído e perenizado junto à equipe. A escolha de parceiros comprometidos e que consigam trazer soluções que se adaptam à realidade da escola é chave nesse processo, uma vez que podem aportar novos conhecimentos e auxiliar na sensibilização e formação dos educadores.

A tecnologia também tem ocupado um papel importante. No pós-pandemia, percebemos um processo de reequilíbrio, com o reconhecimento de que a tecnologia veio para ficar - não concebemos nossa sociedade hoje sem a tecnologia tão presente e que é tão atrativa para os estudantes.

O desafio dos gestores é conseguir escolher soluções que agregam e ajudam nas ações pedagógicas priorizadas pela escola, enquanto comunicam e engajam as famílias em conversas sobre o papel e a importância dessas ferramentas na educação.

Pensando no longo prazo, quais são os próximos passos da Árvore para contribuir com o cenário educacional do país com novas soluções e serviços? Pode adiantar alguma novidade?

A Árvore lançou o programa digital de educação socioemocional Sentir, em parceria com a Educa. Pretendemos investir no próximo ano na promoção dos diferentes módulos que a Árvore oferece para as escolas. Hoje, somos a solução mais completa em leitura no país. Oferecemos diversos módulos, como livros, biblioteca digital (que já encantou mais de 1,9 milhão de crianças pelo país), e atualidades, com acesso a jornais e revistas de mais de 80 países. Além destes, temos ainda os módulos Inglês, para educação bilíngue, e o Sentir, para educação socioemocional.

Tags

  • Árvore
  • gestao educacional
  • inovação
  • jornada bett

Categories

  • Inovação
  • Gestão Educacional
Voltar ao Bett Blog
Loading

Veja também

Loading